BEM-VINDOS AO BLOG, VISITEM TAMBÉM AS MÍDIAS SOCIAIS DECORA INTERI

Jardins Verticais Externos

Como montar um jardim vertical


Os jardins verticais são uma tendência e vieram para ficar já há algum tempinho. Desde os mais simples aos mais elaborados, são a certeza de natureza dentro de casa, se internos e um complemento ao paisagismo e valorização do imóvel quando externos.


A diferença  dos jardins verticais internos para os externos, são as plantas utilizadas: de pleno, meia-sombra ou de sombra. Observe as faces do dia em que haverá maior incidência, ou se será o dia todo. A irrigação e drenagem devem ser baseadas nessas informações.

O tipo de drenagem e irrigação, esta última pode ser feita por gotejamento. Um detalhe muito importante é a escolha do material a ser utilizado: vasos de barro, garrafas PET, blocos de concreto, vasos de fibra natural.





Os vasos são a alternativa mais simples e podem ser pintados em cores bem diferentes e chamativas, formando um jardim descontraído, podem ser feitas estampas diferentes com pincel, diferenciando as plantas ou colocar o nome das plantinhas no vaso. Pintar o muro em cores que contrastam com os vasinhos também é uma alternativa para criar um ambiente alegre e bem informal.





Fazer um mix de cores nas folhagens fica muito bom e quebra a monotonia, escolha espécies de cores claras e escuras, como na foro acima.
Cuide para que a iluminação seja apropriada para este fim e não danifique as plantas.


Plantas para jardins verticais externos com sol pleno: não use plantas com grandes raízes e grande necessidade de irrigação, podem ser: jiboia, hera -inglesa, lambari-roxo, bom para criar um contraste suave no jardim. Russélia, aspargo, este bom para dar volume ao jardim e a trapoeraba-roxa e barba-de-serpente. 




Os vasos no jardim complementam o paisagismo, a iluminação destaca as plantas.


Os painéis em madeira são os aliados no paisagismo podem ser em diferentes tons de acordo com o projeto paisagístico.


Plantas para jardins verticais externos a meia-sombra: evite as plantas com grandes raízes ou excesso dessas. Prefira plantas que não necessitam de manutenção constante: jiboia, aspargo, antúrio, chifre-de-veado, singônio, barba-serpente todas essas para lugares semi-sombreados como um pequeno espaço, varanda, próximo à piscina. Essas plantas são garantia de pouca manutenção.